NAUFRÁGIO RELIANCE

O vapor Reliance foi construído em Ferro em 1883 e pertencia a companhia U S & Brazil Mail S S Co. Em sua quarta viagem para o Brasil, deixou o porto do Rio de Janeiro com uma carga principal de 5773 sacas de Café com destino à Nova York e escala em Salvador. Segundo o comandante o Reliance: após chegar a Salvador no dia anterior o paquete de saída transpôs a barra da Baía de Todos os Santos ás 18:20 horas, com grande cerração e chuva torrencial. Meia hora depois, o navio foi arrastado repentinamente e encalhou no local denominado Ponta das Quintas, entre o Farol da Barra e São Lazaro (hoje morro do Cristo). Às 19:00 horas os tripulantes sentiram o primeiro choque contra o fundo e embora tenham trabalhado para safar o paquete, não obtiveram resultado. Um segundo choque, mais forte, que abriu quase cinco metros de rombo na proa, aterrorizou os passageiros, que produziram um tumulto a bordo, subindo ao tombadilho a procura de meios de salvação. Com pequena demora, foram arriados os escaleres que em um quarto de hora depois do abalroamento já conduziam os passageiros até a praia, através da cerração e chuva que reinavam. O desembarque ocorreu quase sem incidentes, com um dos escaleres sendo jogado pelas ondas de encontro as rochas. As 21:00 horas já estavam em terra todos os passageiros ficando a bordo do Reliance apenas os oficiais, alguns marinheiros e guardas da alfândega. As malas do correio e bagagens desembarcaram na manhã do dia 18. Uma vistoria no Reliance verificou haver a bordo quase seis metros de água o que condenou o navio. A agência ofereceu passagens em outro vapor para os passageiros que seguiam para Pernambuco e apenas parte da carga pode ser salva.

Nome do navio: Reliance -- Data do afundamento: 12.04.1884 -- Local:Salvador UF:BA. País:Brasil -- Posição: Canto da Praia de Barra Vento, junto ao morro do Cristo -- Profund.mínima: 05 metros -- Profund.maxima: 09 metros.

Nossos Projetos

Nossos Mergullos