NAUFRÁGIO BLACKADDER

O cliper com casco de ferro Blackadder (nome de um rio na Escócia) foi construído, para a companhia John Willis & Son, junto com seu irmão gêmeo Halloween a partir de planos do veleiro Cutty Sark, que por sua vez foi adaptado do projeto do vapor misto The Tweed, após a retirada das rodas de propulsão em 1862 por Jonh Willi & Sons. Segundo Lubbock "o navio que nunca teve sorte". A construção iniciou-se em junho de 1869 e ele foi lançado em 1º de fevereiro de 1870 do estaleiro de Maudslay da Son & Field, de Londres. Foi construído segundo os mais altos requisitos do Lloyds para navios de ferro. Com completo apetrecho para navegação a vela. Os mastros apresentavam um grave defeito de fabricação em seus suportes, o que traria diversos problemas ao navio. Em sua primeira viagem, de Londres a cidade do Cabo e de lá para o Rio de Janeiro, o mastro começou a tombar e inclinar perigosamente o navio. Antes que os reparos pudessem ser feitos o mastros despencou espalhando pedaços sobre o convés, destruindo parte do deck. Partido dois metros acima da base o mastro ficou pendurado por bombordo, Cutty Sark, um Cliper como o Blackadder porém antes que ele fosse cortado definitivamente, o balanço do barco fez com que rolasse para estibordo, destruindo ainda mais o deck.

Nome do navio: Blackadder -- Data do afundamento: 05.11.1905 -- Local:Salvador UF:BA. País:Brasil -- Posição: Praia da Boa Viagem em frente ao galpão (antiga fábrica de tecidos), junto a parte externa dos recifes -- Profund.mínima: 08 metros -- Profund.maxima: 15 metros.

Nossos Projetos

Nossos Mergullos